Sobre o curso

Serviço de Atendimento Educacional Especializado no Contexto da Pandemia

O curso de extensão “Serviço de Atendimento Educacional Especializado no Contexto da Pandemia - Covid-19” aprovado pela Diretoria de Educação Especial, da Secretaria de Modalidades Especializadas em Educação do Ministério da Educação. O curso é inspirado na versão elaborada, apresentada e aprovada pela Universidade Federal Fluminense (UFF).

Em função dessa pandemia, uma série de recomendações foram divulgadas para combater a contaminação humana, uma vez que não existe até o presente momento nenhum tipo de vacina capaz de imunizar as populações do mundo inteiro. Por isso, é necessário adotar as seguintes providências: isolamento e tratamento dos casos identificados, testes massivos e distanciamento social. No âmbito da política de educação, as atividades educacionais presenciais foram suspensas visando diminuir as formas de contágio e foram adotadas desde então estratégias pedagógicas de ensino remoto em caráter emergencial.

Em relação à Educação Especial, modalidade transversal a todos os níveis e modalidades de educação, como previsto na LDB, o CNE se posicionou no item 2.13, pp. 14-15, reafirmando que “as atividades pedagógicas não presenciais aplicam-se aos alunos de todos os níveis, etapas e modalidades educacionais”, inclusive aos alunos com “altas habilidades/superdotação, deficiência e Transtorno do Espectro Autista (TEA), atendidos pela modalidade de Educação Especial.”

As famílias são fundamentais nessa hora, uma vez que elas estão junto aos alunos durante o isolamento. Devido ao risco de contaminação dos próprios alunos, não há possibilidade de que os professores e mediadores frequentem a casa dos alunos para ajudar as famílias com a realização do AEE. Ao mesmo tempo, a maior parte das famílias não possui formação acadêmica. Além dos cuidados diários, as famílias estão sendo convidadas a seguirem as orientações dos professores do AEE para que as atividades pedagógicas planejadas possam chegar até os alunos da Educação Especial.

Para promover a acessibilidade educacional para todo o público da Educação Especial (alunos “altas habilidades/superdotação, deficiências e Transtorno do Espectro Autista - TEA”), podem-se utilizar variados mecanismos de acesso à internet e às redes sociais, por meio de recursos, como, por exemplo, aparelho celular e computador, ou por meio de comunicados impressos entregues aos pais via escola e kits pedagógicos.

Nesse sentido, o curso “Serviço de Atendimento Educacional Especializado no Contexto da Pandemia - Covid-19” representa uma possibilidade de formação que contribua para minimizar os efeitos do momento.

Nossa Equipe

Kátia Quele

Professora Formadora

Viviane Silva

Supervisor

Jeovane Soares

Coordenador de curso

Objetivos do curso

Geral

Oferecer formação continuada para professores da educação básica sobre o Serviço de Atendimento Educacional Especializado dos sistemas de ensino em educação remota durante o período de pandemia devido ao COVID-19.

Específicos
  • 1. Conceituar o Serviço de Atendimento Educacional Especializado no âmbito dos Serviços da Educação Especial: sala de recursos multifuncional ou em sala de recursos específica, classe comum ou classe especial, atendimento educacional em ambiente hospitalar e domiciliar, centros de atendimento educacional especializado ou em redes conveniadas.
  • 2. Definir o público da Educação Especial como estudantes com “deficiência/impedimentos de longo prazo de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, o qual, em interação com uma ou mais barreiras, pode obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas”
  • 3. Apresentar aos professores do Serviço de Atendimento Educacional Especializado ao contexto das metodologias ativas, plataformas e aplicativos que viabilizem o processo educacional por meio da elaboração do PEI;
  • 4. Conscientizar os participantes sobre os temas transversais pertinentes ao momento atual, como cuidados com a saúde, COVID-19 e conteúdos temáticos do interesse dos estudantes público da Educação Especial;

Ementa do curso

1 - Serviço de Atendimento Educacional Especializado (AEE) na Educação Especial:

Serviço de Atendimento Educacional Especializado (SAEE) no contexto da educação brasileira: fundamentos legais do ensino remoto; público da Educação Especial; espaços diferenciados de ensino; modalidades de SAEE com metodologias ativas de aprendizagem; recursos materiais ou tecnológicos; apoio pedagógico/acompanhante especializada; carga horária/temporalidade; Plano de Ensino Individualizado (PEI): promoção do acesso ao currículo, definição dos objetivos de ensino, do conteúdo ensinado em parceria com o estudante e quando necessário com a família, ao método de ensino, ao processo de avaliação;

2 - Público da Educação Especial
  • a. Impedimento intelectual: Conceituação de deficiência intelectual segundo Associação Americana para Deficiência Intelectual e Desenvolvimento- Condições Múltiplas associadas à deficiência intelectual - Alunos com condições raras - O conceito de suporte e funcionalidade e aplicabilidade na construção do Plano Educacional Individualizado - Mediação Pedagógica e Processos de Ensino e Aprendizagem - Abordagens educacionais ao longo do ciclo de desenvolvimento e suportes para transição nos níveis de ensino, para o mundo do trabalho e vida adulta. Projetos de metodologias ativas, produção de material didático acessível e tutoriais de ensino para alunos com deficiência intelectual – Propostas pedagógicas para Atendimento Educacional Especializado em Ambiente Hospitalar e Domiciliar.
  • b. Impedimento Sensorial – cegueira: Inclusão escolar dos estudantes com impedimento visual: conceitos, etiologia e características. Complementação curricular específica para estudantes com impedimento visual. - Tecnologias assistivas e recursos didáticos adaptados para o ensino e a aprendizagem dos estudantes com impedimento visual: recursos ópticos, não ópticos, específicos, eletrônicos, de informática, facilitadores da matemática e didáticos adaptados para estudantes com impedimento visual. A produção de livros em Braille/Tinta, livros falados e audiolivros. Cuidados com o estudante com impedimento visual em tempos de pandemia pelo Covid-19. Metodologias ativas para o atendimento educacional de estudantes com baixa visão e cegueira.
  • c. Impedimento Sensorial – surdez: Conceituação de surdez na perspectiva linguística e pedagógica; Língua e cultura surda em contexto escolar: A centralidade da pedagogia visual; Os três momentos didático pedagógicos do AEE para alunos surdos: 1- AEE em Libras/ 2- AEE para o ensino de Libras/ 3- O AEE para o ensino de Língua Portuguesa escrita; Projetos com metodologias ativas e visuais para o atendimento educacional de alunos surdos. 4 - Produção de material didático-pedagógico (prático e de baixo custo) para surdos e surdocegos (com outros comprimentos).
  • d. Impedimento Físico: Conceitos básicos sobre Impedimento Físico e múltiplos; identificação dos alunos com impedimento físicos e múltiplos; identificação das tecnologias assistivas; processos de ensino - aprendizagem por segmento utilizando tecnologia assistiva; processos de ensino-aprendizagem por segmento utilizando metodologia ativa; atendimento educacional para impedimentos físicos e múltiplo.
  • e. Transtorno do Espectro Autista (TEA): Conceitos básicos sobre Autismo, processos de ensino-aprendizagem para indivíduos com Transtorno do Espectro do Autismo por segmento utilizando metodologias ativas; currículo adaptado para o atendimento educacional especializado do autista; criação de estratégias pedagógicas para o AEE; o atendimento educacional para as múltiplas deficiências e comorbidades do TEA.
  • f. Altas Habilidades ou Superdotação: Conceitos de AH/SD; Identificação de estudantes com AH/SD; Modalidades de AEE; Projetos para AH/SD com Metodologias Ativas de Aprendizagem; PEI; Dupla Especificidade (ou Dupla Excepcionalidade, ou Dupla Condição).